Pin It
Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on Sep 23, 2015 in Asia, Myanmar | 1 comment

Birmânia turismo: 7 razões para visitar!

Birmânia turismo: 7 razões para visitar!

Myanmar, um país de magia. Um recanto quase inexplorado pelo turista ocidental onde templos e pagodas puncturam o céu com os seus esporões dourados.

Myanmar é um pais de tradições, de culturas intocadas pela sociedade e influência ocidental. Um pais onde nada mudou durante séculos.

 

Buddha’s teachings. Photo wikipedia

 

Em Setembro de 2015, tive o privilégio de visitar Myanmar a convite dos Cruzeiros Viking, que percorrem os rios e recantos mais escondidos deste pais milenar. Durante 15 dias, explorámos e navegámos por entre vilas e aldeias, cidades coloniais, escondidos mosteiros budistas e templos dourados nas colinas da velha Burma.

 

Bangkok: palácio real

 

A nossa visita começa em Bangkok. Um dia de visita ao grande palácio real, outrora residência da realeza Tailândesa.

O termómentro marca 38ºC. A humidade deve rondar os 60%. O ar está tao intenso que é quase impossivel respirar. O chão do palácio ameaça derreter a sola dos meus sapatos a cada passo que dou.

Estamos no famoso palácio real, um dos lugares mais populares entre turistas e viajantes. Por entre demónios anjos e budas, vamos explorando as várias áreas de uma residência que quase lembra o palácio proibido na china.

 

m1

 

 

Grupos de turistas chineses posam diante das suas câmeras, tentando fazer boa figura nas suas selfies.

O meu grupo, junto com a nossa guia túristica Kris, temos uma oferende preparada para Buddha. Uma flor de lótus, que um a um deixamos junto aos pés da bela estátua dourada.

 

m2

 

Ao oferecermos a flôr, cada um de nós vai fazendo um pedido. Eu pedi saúde, felicidade e amor. Creio que passei a barreira de 1 pedido por pessoa, mas foi por uma boa causa,

A tarde vai caindo em Bangkok e um jantar típico espera por nós, em um dos mais belos restaurantes á beira mar.

Este é o primeiro dia da nossa viagem e o grupo de 10 pessoas que vão fazer o cruzeiro, estão com o ânimo ao rubro.

 

My 2 week river cruise itinerary. Photo courtesy viking cruises

 

O nosso jantar ajudou a unir os 10 vaijantes dos 4 cantos do mundo, enquanto, belos barcos tradicionais passavam pelo rio mais movimentado da Tailândia.

Amanhã voamos a Yangon, a noite ainda é uma criança.

 

 

m4

 

 

Swedagon o mais  belo templo

 

Yangon, a velha Rangoon, isolada do mundo por décadas de sucessivas atrocidades e violações dos direitos humanos.

Uma cidade colonial, com uma arquitectura de fazer inveja a qualquer ponto turistico mundial. Uma cidade colorida, vibrante.

 

m6

 

Yangon é lar de um dos mais belos complexos religiosos do país, a Swegadoga.

Estava um dia chuvoso. A chuva miudinha caia por entre um céu de nuvens cizentas. Fazia um calor tropical em Yangon.

Dezenas de peregrinos e turistas faziam a sua passeata pelo complexo, boqueabertos com a beleza de cada canto, de cada buda, de cada estátua.

 

IMG_20150906_163425_1442934070081

 

 

A swegoda é provavelmente um dos mais belos lugares religiosos que eu visitei durante as minhas viagens na Ásia.

 

IMG_20150906_164657_1442933656027

 

As 10 000 stupas

 

A Birmânia é um país altamente religioso. A religião, molda quase todos os aspetos da vida quotidiana.

Por isso não é de surpreender que os templos estejam presentes em todo o lado. Em todas as cidades e pequenas vilas.

 

m9

 

Perdido numa área remota de Myanmar, fica o complexo de stupas de Indein, mais conhecido pelas 10 000 stupas.

Ter a oportunidade de visitar um dos mais remotos e desconhecidos complexos de stupas é sem duvida uma honra e uma oportunidade única.

Caminhando por entre estupas, a noção de tempo e de espaço mais desaparecendo diante de tanta grandiosidade.

 

 

m10

 

Ao caminhar por entre as ruínas encontramos pequenas estátuas de buda, que apresentam uma expressão serena.

 

m8

 

O cheiro de terra molhada, depois de uma chuva de verão, dá um feeling quase surrealista ao lugar. Os raios de sol tentam sair por entre nuvens cinzentas, criando sombras misteriosas.

 

m11

 

Algumas das estupas, especialmente as que estão em total decadência e ruina nos fazem lembrar do legendário Angkor Wat, uma das maravilhas do mundo, no Camboja.

 

m7

 

Kuthodaw o maior livro do mundo

 

Demorou 8 anos para que o maior livro do mundo fosse criado. Esse não é um tipico livro escrito em papel, e sim em gigantescas lápides de mármore, guardadas em pequeninos templos num complexo religioso do interior do país.

729 placas marcam esse extraordinário complexo, onde podemos encontrar as antigas escrituras budistas, na antiga lingua Pali.

 

m12

 

 

Após a independência do domínio Britânico, todo o complexo foi destruido e altamente deteriorado. Com a ajuda da família real e alguns monjes da área, todas as lápides foram restauradas e levadas de volta á sua beleza original.

INLE LAKE

Uma das mais belas áreas naturais de Myanmar, Inle Lake é um lago natural onde bairros são construidos em cima da água.

O voo de Yangon foi rápido. Á nossa espera estava um comitiva de ajudantes para nos levarem as malas e oferecendo bebidas refrescantes.

 

1PT

 

Em direção ao nosso hotel, o nosso grupo visitou uma familia que produz artesanato típico há várias geraçõess.

Todo o processo do fabrico do papel é feito desde o primeiro instante até a produção de sombrinhas, leques, estátuas e marionetas.

Todos os materiais são produzidos localmente, e feitos com amor por uma familia com gerações na tradição nesta arte.

 

collageinle1

 

Os BAIRROS DE INLE LAKE

Inle lake foi sem dúvida o meu destino preferido. Nao só a natureza aqui é esplendorosa, como a vida tradicional da populacao ainda se encontra na sua forma mais pura.

 

24pt

 

O hotel resort onde nos hospedámos é dos mais belos da área, rodeado por florestas de bamboo e bananeiras.

Hoje visitamos os bairros submersos de inle lake. Navegando pelo lago num pequeno barquito tradicional, podemos obervar a vida quotidiana da populacao local.

 

5PT

 

7PT

 

Mães lavavam as roupas junto da entrada, enquanto crianças brincam descontraidamente, mergulhando e nadando sob os olhares atentos das vizinhas. Gatos preguiçosos fazem a sua sesta numa sombra junto á água..

 

6PT

 

Pelo caminho, encontramos o mercado regional, onde membros de diferentes tribos locais vendem os seus produtos tipicos. Muitas dessas pessoas, viajam desde as montanhas isoladas dos arredores de inle. Sao o povo Dragão, usam turbantes coloridos que simbolizam a sua crença na descendência directa do dragão, esse animal mistíco.

 

9PT

 

Muitos, nunca haviam visto turistas ocidentais. A curiosidade era mútua, e fomos recebidos entre sorrisos e sussurros pelos locais.

Muitos dos vegetais e frutas são tao exóticos que quase não os reconhecemos. A nossa guia Nyo, ajudanos a entender a cultura destas tribos Shan.

 

10PT

 

 

17PT

 

 

A vila de salé

 

Salé é uma pequena vila junto as margens do rio em Myanmar rural. Um dos meus lugares prediletos durante a nossa viagem de 15 dias.

Ao chegarmos a Salé, fomos imediatamente recebidos por algumas crianças de sorriso aberto e olhos brilhantes, contentes por verem um grupo de estrangeiros visitando a sua vila.

IMG_20150913_093415_1442946975932

 

É domingo e os cantos e recitais budistas soam por entre as pequenas casas e árvores. Um grupo de aldeões, escutam as escrituras de Buda, ensinados por um dos monges budistas residentes no mosteiro local.

A pequena vila é incrivelmente tranquila. A sensação de harmonia e paz é impressionamente. O stress parece não ter chegado aqui e os laços de amizade e camaradagem entre os vizinhos chega a ser impressionante.

a10

 

IMG_20150913_095618_1442946869974

 

Caminhamos em direção ao famoso mosteiro de salé, feito de Madeira. Ficamos boqueabertos com os trabalhos de escultura em madeira. Os detalhes e delicadeza das esculturas era de tirar o folego!

Historias de donzelas em suas carruagens, budas, figuras místicas e demónios, adornam este belo mosteiro, o mais belo que já vi.

 

a9

 

Bagan

Dizem que Bagn é a cereja no topo do bolo.

Sem dúvida que Bagan é dos ponto mais túristicos que visitámos durante estas duas semanas. Vendedorem rodeavam o nosso grupo tentando vender postais e souveniers.

 

a7

 

Em Bagan, foi também a primeira vez que encontrámos outros túristas. Talvez uns 7 ou 8.

A área de Bagan é maravilhosa e está na lista para ser reconhecida pela UNESCO como lugar de interesse mundial.

Bagan tem fama de ser um lugar mistico e mágico. Aqui o pôr do sol toma cores indiscritiveís sendo o lugar preferido de qualquer fotógrafo.

 

a6

 

Eu subi ao ponto mais alto de um dos templos para ver a famosa vista panorâmica de 180º.

 

a5

 

Um Buda gigante adorna e protege a porta de entrada de um dos templos. Ao olhar a estátua, quase que me sinto minúscula.

O dia foi passado por entre templos deslumbrantes, até que o pôr do sol marcou o fim do dia. Voltamos para o nosso cruzeiro Viking para mais uma noite debaixo das estrelas.

 

30pt

 

 

 

 

 

 

1 Comment

Leave a Reply